sexta-feira, 7 de julho de 2017

Maduro diz que venezuelanos escolherão "entre a paz e a guerra" no dia 30

                                                                                   
O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, disse que os cidadãos de seu país escolherão  "entre a paz e a guerra" no próximo dia 30 de julho, quando acontece a votação para eleger os membros de uma Assembleia Nacional Constituinte (ANC) que redigirão uma nova Constituição. A informação é da agência Télam.

"Talvez as eleições de 30 de julho ssejam as mais importantes das que tenham podido participar  esta geração de homens e mulheres que estão vivos na Venezuela. Estaremos escolhendo entre a paz e a guerra, entre a independência ou a intervenção gringa", afirmou Maduro ontem (6) à noite numa mensagem em cadeia nacional de rádio e TV transmitida a partir do estado venezuelano de Bolívar, no sul do país.

O mandatário indicou que aqueles que querem a paz e que os oóvens "cresçam educando-se e tendo um futuro assegurado" devem votar nesta jornada, na qual não participará a coalizão oposicionista Mesa da Unidade Democrática (MUD), que fez um chamado para impedir que os comícios em prol da Constituinte se realizem.

(Com a Télam/ABr)

Nenhum comentário :