quarta-feira, 5 de julho de 2017

SHAME!

               
                                                                             
                 
                   "Caçadores das Fronteiras" para frear imigrantes

A Hungria acaba de criar uma força especial para proteger as suas fronteiras dos imigrantes que está gerando polêmica dentro e fora do país. Tratam-se dos “Caçadores das Fronteiras” (Border Hunters), as novas forças de segurança húngaras que recebem um treinamento expresso para deter os imigrantes e refugiados que chegam à fronteira do país. A iniciativa é parte da implacável política anti-imigração do primeiro ministro Viktor Orban. A informação é da agência Télam.

A ideia do líder nacionalista de criar estas unidades especiais com um nome tão sugestivo colocou em alerta as organizações de direitos humanos que assistem os refugiados e que, no passado, já denunciaram abusos por parte das forças de segurança húngaras.

Os aspirantes a Border Hunters devem ser maiores de 18 anos e haver terminado o ensino médio. O salário que lhes é oferecido é de cerca de 700 euros, cerca de 20% acima do salário mínimo local.

Rota dos Balcãs

A Hungria é uma das entradas pelo leste europeu ao espaço de livre circulação Schengen da União Europeia (UE). Durante a crise migratória de 2015, milhares de refugiados e imigrantes ingressaram no território húngaro pela fronteira sul do país, através da Sérvia e da Croácia (a chamada rota dos Balcãs). Em sua maioria com o objetivo de chegar a Alemanha e outros países do coração da Europa.

Apesar da Hungria ser um país de trânsito, Orban se converteu no principal defensor do fechamento das fronteiras europeias, liderando o boicote dos países do Leste aos intentos da UE de receber os refugiados.

(Com a Télam/ABr)

Nenhum comentário :