segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Nova diretoria do DIEESE


Em assembleia geral ordinária o Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio Econômicos (Dieese) apresentou o projeto Dieese 2010/2011/2012 com os objetivos estratégicos e diretrizes de ação a serem seguidas nos próximos anos.
O planejamento permanente é um dos instrumentos de governança e gestão do departamento que se materializa em um projeto trienal mas em planos anuais de trabalho e foi elaborado durante a reunião nacional, cabendo à direção técnica do órgão sua execução.
As propostas da versão final do conteúdo do projeto, no entanto, tiveram participação e sugestões dos dirigentes mineiros.Segundo a secretária executiva do departamento, Fátima Lage, o desafio é o de "colar o trabalho desenvolvido pelo DIEESE à ação sindical, por meio de pesquisas, produção de estudos, assessoria e formação de dirigentes", de maneira a propiciar a promoção das transformações quese deseja para a classe trabalhadora.
Na mesma reunião foi eleita a nova diretoria para o exercício 2010. Assim, a nova direção para 2010 é a seguinte:- Sitramico MG - Leonardo Luiz de Freitas (reeleito coordenador)- Sindicato dos Professores de MG (Sinpro MG) - Ana Maria Franco e Fraga Gercossimo(secretária)- Sindicato dos Auxiliares em Administração Escolar - Carlúcio Kleber Borges Araújo- Sind-Ute - Marilda Araújo- Metalúrgicos de Ipatinga - Paulo Cezar Santos- Sindicato do Jornalistas Profissionais de MG - Aparecida Fátima de Oliveira

Vitória de Mujica

(Allan MacDonald/Rebelión/Divulgação)


Desembarque do Granma


Um grupo de 82 jovens reeditará no dia 2 de dezembro o desembarque do iate Granma em Los Cayuelos, ponto do território oriental por onde chegaram a Cuba, há 53 anos, os tripulantes da embarcação. Entre os selecionados para o ato de recordação estão 78 jovens das províncias orientais de Granma, Las Tunas, Holguín, Santiago de Cuba e Guantánamo, além de quatro estudantes universitários da Namíbia, Guiné, Argentina e Peru.
"Antes do simbólico desembarque, que reedita aquele protagonizado por Fidel Castro no reinício da guerra contra a ditadura então imperante em Cuba, terá lugar uma noitada cultural da qual participarão cerca de dois mil jovens", informou o jornal Juventud Rebelde.
Eles evocarão diferentes momentos da travessia desde Tuxpan (México) até Los Cayuelos, realizada entre os dias 25 de novembro e 2 de dezembro de 1956. (Com a Prensa Latina)

HONDURAS

(Osval/Telesur/Divulgação)

Instituto é no Rio de Janeiro

Criado recentemente, o Instituto Luiz Carlos Prestes tem sua sede no Rio de Janeiro e não em São Paulo, como informamos aqui.-É presidido pela professora Anita Leocádia Prestes, filha do Cavaleiro da Esperança e de Olga Benário Prestes, entregue pela ditadura Getúlio Vargas aos nazistas e assassinada pelos hitleristas na Alemanha.

sexta-feira, 27 de novembro de 2009

Dinheiro público e futebol


O ex-jogador Eduardo Gonçalves de Andrade, Tostão, hoje médico e comentarista esportivo, sborda a questão de premiação de atletas que serviram à Seleção Brasileira:
"Na semana passada, ao chegar de férias, soube, sem ainda saber
detalhes, que o governo federal vai premiar, com um pouco mais
de R$ 400 mil, cada um dos campeões do mundo, pelo Brasil, em todas as Copas.
Não há razão para isso. Podem tirar meu nome da lista, mesmo
sabendo que preciso trabalhar durante anos para ganhar essa quantia.
O governo não pode distribuir dinheiro público
Se fosse assim,os campeões de outros esportes teriam o mesmo direito.
E os atletas que não foram campeões do mundo, mas que lutaram da mesma forma?
Além disso, todos os campeões foram premiados pelos títulos.
Após a Copa de 1970, recebemos um bom dinheiro, de acordo com os valores de referência da época..
O que precisa ser feito pelo governo, CBF e clubes por onde
atuaram esses atletas é ajudar os que passam por grandes dificuldades,
além de criar e aprimorar leis de proteção aos jogadores e suas famílias, como pensões e aposentadorias.
É necessário ainda preparar os atletas em atividade para o futuro, para terem condições técnicas e emocionais de exercer outras atividades. A vida é curta, e a dos atletas, mais ainda.
Alguns vão lembrar e criticar que recebi, junto com os campeões de 1970, um carro Fusca da prefeitura de São Paulo.
Na época, o prefeito era Paulo Maluf.
Se tivesse a consciência que tenho hoje, não aceitaria.
Tinha 23 anos, estava eufórico e achava que era uma grande homenagem. Ainda bem que a justiça obrigou o prefeito a devolver aos cofres públicos, com o próprio dinheiro, o valor para a compra dos carros.
Não foi o único erro que cometi na vida.
Sou apenas um cidadão que tenta ser justo e correto. É minha obrigação.”
Tostão

CABEZA DE VACA


O jornalista e escritor Paulo Markun narra a incrível história de Cabeza de Vaca, intrépido desbravador do século XVI que, entre outras peripécias, sobreviveu a três naufrágios na América do Norte, viveu quase dez anos entre os índios, percorreu milhares de quilômetros a pé e tornou-se um mítico curandeiro. Confira nas livrarias. O lançamento é da Companhia das Letras.

Duducha está repercutindo



Nossa literatura floresceu no Batatal


Carlos Lúcio Gontijo


Há muitos anos, fazemos distribuição de nossos livros nas escolas da zona rural de Santo Antônio do Monte (Centro-Oeste de Minas Gerais), cidade onde passamos nossa infância e juventude, sob a égide da compreensão tanto da dificuldade de acesso a obras literárias quanto do escasso intercâmbio cultural experimentado pelas crianças e adolescentes que vivem nos distritos pertencentes ao município santo-antoniense – fenômeno que é comum a todas as áreas rurais Brasil afora.
Dessa forma, ao lançarmos o romance Jardim de corpos e a obra infantil Duducha e o CD de mortadela, não nos esquecemos de, mais uma vez, enviarmos alguns exemplares às escolas da zona rural, sob a certeza de estarmos contribuindo com o ensino e, ao mesmo tempo, materializando a nossa responsabilidade precípua de escritor e cidadão, que reside na busca da proximidade e interação com a sociedade de maneira mais explícita.
O lançamento de nossos livros ocorreu em meados deste ano de 2009 e já agora, em novembro, colhemos o fruto da distribuição de livros àquelas escolas rurais, por meio do recebimento de um e-mail com fotos de encenação de peça teatral espontânea e gentilmente montada com base em nosso Duducha e o CD de mortadela.
Nada mais compensador para qualquer escritor que ver um punhado de crianças mergulhadas, com semblante de alegria e satisfação, em seu texto, que é sempre elaborado sob a intenção de apoiar a sensibilização do ser humano, a conscientização, a formação e a conscientização das pessoas. Mais uma vez, fomos premiados com a lição de que quase sempre é dos pequenos, humildes e desprovidos do sentimento de segunda intenção que provêm os gestos mais sinceros.
A professora Nanci da Escola Municipal Rural do Batatal teve o zelo de ler o nosso enredo, levá-lo à sala de aula e, diante do interesse dos alunos, viabilizar a montagem de uma peça infantil de teatro. Não é fácil conseguir isto nas metrópoles, onde os responsáveis pela administração dos educandários optam pelo que lhes chega pronto e aprovado pela força da grande mídia, autores e editoras influentes.
Além do mais, a verdade insofismável é que o meio literário vive sob intenso fogaréu de vaidades alimentado por grupos (as famosas “igrejinhas”) incapazes de vislumbrar qualquer coisa fora do âmbito de seus próprios umbigos. Lembramo-nos do período em que exercemos cargo no departamento de revisão de empresa jornalística e o editor geral tinha por hábito “premiar” um dos articulistas da página de Opinião – intelectual de relativo renome e respeitado artista plástico –, do qual se dizia amigo, com uma ilustração que era normalmente inserida no ato de edição e diagramação, mas logo depois retirada, como uma espécie de punição, se o texto não estivesse de acordo com o desejado pelo gosto particular do tal editor.
Infelizmente, os que lideram movimentos culturais costumam agir exatamente daquela mesma forma do supracitado editor geral, alijando ou deixando de lado os que não rezam em sua cartilha. É por essas e outras que levamos a nossa literatura independente ao pé da letra: caminhamos quase sempre sozinhos ao encontro de gente simples e capaz de abrigar o horizonte de nossa palavra, iluminando-o com o brilho do sol que lhe habita o espírito. Muito obrigado aos professores e alunos da escola rural do Batatal, bem como a todos que direta ou indiretamente tornaram possível a encenação teatral de Duducha e o CD de mortadela, pela sublime e reconfortante claridade projetada sobre a nossa obra literária.
Carlos Lúcio Gontijo
Poeta, escritor e jornalista
http://www.carlosluciogontijo.jor.br/

quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Jantar e Dança Flamencas


Tempo de Poluição


(Charge de Tommy/Granma/Divulgação)

China reduzirá emissão de gases


China anunciou hoje que reduzirá para 2020 entre 40 e 45 por cento a intensidade das emissões de dióxido de carbono por unidade de Produto interno bruto com respeito aos níveis de 2005.(Imagem:Al -Jazeera)

Penetras na Casa Branca


O serviço secreto está investigando como um casal não convidado conseguiu driblar a segurança e participar de um jantar de gala na Casa Branca.O golpe foi descoberto na quarta-feira depois de Tareq e Salahi de Michaele colocarem imagens de si próprios no Facebook, conversando com Joe Biden, o vice-presidente, e outros convidados no evento realizado um dia anterior.
Barack Obama foi hospede do primeiro-ministro da Índia Manhoman Singh, no primeiro jantar de Estado da sua administração, em Washington.Um funcionário da casa branca pediu ao serviço secreto para fazer uma avaliação completa do que aconteceu. (Imagem: Al-Jazeera)

Reflexões sairão na Rússia



No próximo mês, será lançado na Rússia, o título Fidel Castro: os Estados agressivos da América do Norte, seleção de algumas Reflexões do líder da Revolução cubana, publicadas no site Cubadebate e no jornal Granma, a partir de março de 2007. O texto conterá 106 Reflexões, em 422 páginas, em língua russa, uma nota de apresentação ao público e imagens fornecidas pelo Gabinete de Publicações do Conselho de Estado da República de Cuba.

Brasil não compactua com eleição


O governo brasileiro não reconhecerá o governo que surgir das eleições de domingo em Honduras. A confirmação foi do chanceler Celso Amorim.

Manuel Zelaya garante que em condições de ilegalidade que mantém o Governo de Honduras de fato não será possível legalizar qualquer processo eleitoral, portanto, as eleições de 29 de Novembro terão de ser contestadas pela quebra da ordem constitucional e legal da nação.

A Frente Nacional contra o golpe de Estado de Honduras reiterou seu chamado para não votar nas eleições de 29 de novembro próximo, por considerá-las uma tentativa para legitimar a ditadura golpista.
Os membros da resistência voltaram a reunir-se na praça La Merced, próxima do Palácio Legislativo, para exigir a restituição da ordem constitucional e do presidente legítimo Manuel Zelaya.
O coordenador geral da Frente Juan Barahona, insistiu em que as eleições, organizadas pelos que usurparam o poder mediante as armas, são ilegais e fraudulentas.
Barahona assegurou que a mobilização prosseguirá nas ruas até conseguir a restauração da ordem democrática, a devolução ao poder de Zelaya, e a convocatória para uma Assembleia Nacional Constituinte.
Desde início deste mês os membros das forças populares e políticas da Frente realizam cada dia uma manifestação ante a sede do Congresso, responsável por decidir a restituição ou não do estadista, e condenam a cumplicidade dos deputados com o golpe militar e suas pretensões de validar a ruptura da ordem constitucional mediante as eleições ilegais de domingo 29.
Barahona ratificou que nenhum membro da resistência acudirá às urnas esse dia, pois eles não têm candidatos nessas eleições. •

Steven Spielberg e Stephen King





A dupla fez acordo e vai produzir para a TV série de terror, baseada no livro do segundo, isto é, King, Under the Dome. Stephen King é responsável por Carrie, um sucesso na literatura e na televisão.

Novos diretores do CONEDH


Eleita a nova diretoria do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos. O novo presidente é o professor Emilcio José Lacerda. E o novo vice-presidente, o professor Gustavo Corgozinho Alves Meira.A posse, dia 10, às oito da noite, coincidirá com o 61.o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.(Cartaz referente às comemorações da assinatura da Declaração,publicado o ano passado;imagem: Google)

Encontro do Terceiro Setor

Seara Vermelha


Escrito em 1946, quando Jorge Amado era deputado federal pelo Partido Comunista, Seara Vermelha narra a luta dos sertanejos do Nordeste contra a fome e pela dignidade humana.Na primeira parte o romance descreve a penosa retirada rumo ao Sul de uma família de lavradores pobres, expulsos da roça pelo novo latifundiário da região.
Na caminhada pela inóspita caatinga, comandados pelo patriarca Jerônimo, vários vão ficando pelo caminho: uns morrem de fome, outros de doença; a irmã de Jerônimo junta-se aos seguidores de um profeta do apocalipse, o jovem Agostinho e sua prima ficam numa fazenda para trabalhar e casar, outra se prostitui. Poucos concluem a longa jornada até as terras míticas de São Paulo.
Na segunda metade do livro, conta-se a história dos três filhos de Jerônimo que saíram de casa antes mesmo do grande êxodo: Jão vira soldado de polícia, José se torna o temido cangaceiro Zé Trevoada, e Juvêncio engaja-se na luta revolucionária.A ação se desloca do sertão nordestino aos confins da selva amazônica, do Mato Grosso ao Rio de Janeiro e São Paulo.
Acontecimentos cruciais da história do país, como a Revolução Constitucionalista de 32 e sobretudo o Levante Comunista de 35, sem falar do cangaço e das revoltas místicas, são retratados de modo vivo e pulsante neste romance de amplo fôlego, que é também uma narrativa de extrema e dolorosa atualidade.Lançamento da Comnpanhia das Letras.

Mais desemprego na Rússia


O exército de desempregados na Rússia pode somar outras 350 mil pessoas antes de finalizar no ano, disse o diretor da Federação de Sindicatos Independentes da Rússia, Mijail Shmakov.
Ao intervir no Conselho Geral da referida organização, Shmakov esclareceu que os dados em sua posse diferem dos das entidades estatais, pois muitas vezes aos trabalhadores têm seu contrato vedido, mas oficialmente não são contados como desempregados. "Possuímos nossas próprias vias de confirmação do estado do desemprego no país", disse o dirigente sindical.
De acordo com o ministério de Saúde Pública e Segurança Social, até primeiro de novembro existiam na Rússia dois milhões e 19 mil desempregados, 7,7% da população ocupacionalmente ativa. (Com a Prensa Latina)

Carta de Anita Leocádia Prestes


CARTA DE ANITA LEOCÁDIA PRESTES AO PRESIDENTE LULA
"Exmo. Sr. Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva.
Na qualidade de filha de Olga Benário Prestes, extraditada pelo Governo Vargas para a Alemanha nazista, para ser sacrificada numa câmera de gás, sinto-me no dever de subscrever a carta escrita pelo Sr. Carlos Lungarzo, da Anistia Internacional, na certeza de que seu compromisso com a defesa dos direitos humanos não permitirá que seja cometido pelo Brasil o crime de entregar Cesare Battisti a um destino semelhante ao vivido por minha mãe e minha família.
Atenciosamente, Anita Leocádia Prestes "

Compromisso

(Josetxo Ezcurra/Rebelión/Divulgãção)

As ditaduras podem voltar


Frei Betto


Todos os ditadores – de Hitler a Médici, de Batista a Stalin, de Franco a Somoza – passam à história como figuras execráveis, cujos nomes, estigmatizados, se associam às vitimas de seus governos tirânicos.

Aliás, Tirano era o comandante da guarda do rei Herodes. Seu nome tornou-se sinônimo de crueldade por se atribuir a ele a execução da ordem real de decapitar, em Belém, todos os bebês, entre os quais estaria Jesus se José e Maria não tivessem fugido com ele para o Egito.

A América Latina carrega em sua história longos períodos de supressão do regime democrático. No século 20, o Brasil conheceu dois: sob o governo Vargas (1937-1945) e sob o regime militar (1964-1985), sem falar dos que governaram sob Estado de sítio.

O paradoxo é que todas as ditaduras latino-americanas foram suscitadas, patrocinadas, financiadas e armadas pelo governo dos EUA. Até o mandato de George W. Bush, para a Casa Branca, democracia consistia numa panacéia, mera retórica política. Fala-se que nos EUA nunca houve golpe de Estado porque não há, em Washington, embaixada americana...

O recente golpe em Honduras, que resultou na deposição do presidente Zelaya, democrática e constitucionalmente eleito, coloca o governo Obama frente à hora da verdade. Ao receber a notícia, Hillary Clinton, secretária de Estado, vacilou.

Talvez tivesse manifestado apoio aos golpistas se o presidente Obama, em viagem à Rússia, não houvesse reagido em defesa de Zelaya como legítimo mandatário. Ainda assim, os EUA não suspenderam sua ajuda financeira e militar às Forças Armadas hondurenhas, que sustentam o ditador de plantão.

A política externa da Casa Branca trafega sobre o fio da navalha. Sabe que Zelaya está mais próximo de Chávez que dos falcões usamericanos que ainda comandam a CIA. Essa agência, especializada em terrorismo oficial, não foi devidamente saneada por Obama.

E, agora, tenta justificar o golpe sob o pretexto, infundado, de que o presidente da Venezuela estaria prestes a remeter comandos militares a Honduras para derrubar os golpistas e devolver o mandato ao presidente Zelaya. A América Latina conheceu significativos avanços políticos nas últimas duas décadas.

Depois de destronar as ditaduras militares e rechaçar presidentes neoliberais – Collor no Brasil, Menem na Argentina, Fujimori no Peru, Caldera na Venezuela – demonstra preferência eleitoral por candidatos oriundos de movimentos sociais, dispostos a disputar o espaço das esferas de poder com os tradicionais grupos oligárquicos.

É verdade que o uso do cachimbo entorta a boca. Alguns mandatários, em nome da governabilidade, não têm escrúpulos em fazer concessões a velhos caciques políticos notoriamente corruptos, representantes de feudos eleitorais marcados pela mais extrema pobreza.

Quando um líder político de origem progressista se deixa cooptar pela oligarquia conservadora, o que está em jogo, de fato, não é a propalada governabilidade. É a empregabilidade. Perder eleição significa o desemprego de milhares de correligionários que ocupam a máquina do Estado.

Nesses tempos de crise financeira, não é fácil inserir órfãos do Estado na iniciativa privada. Seria, para muitos, atroz sofrimento perder o cargo e, com ele, as mordomias, tanto materiais – transporte e viagens pagos pelo contribuinte –, como simbólicas – a aura de autoridade que desencadeia em torno ondas concêntricas de bajulação. Todos sabemos que, hoje, no centro da vida política sobressai a questão ética.

A maioria dos políticos teme a transparência. Por isso, muitos, descaradamente, agem por baixo dos panos, promulgam decretos secretos, cumpliciam-se em maracutaias, tratam como de somenos importância o fato de o deputado do castelo usar verba pública em benefício próprio, ou um senador, ex-presidente da República, incluir sua árvore genealógica na folha de pagamento custeada pelo contribuinte.

Se não se estancar essa deletéria convivência e conivência de lideranças outrora progressistas com velhos e corruptos caciques, não se evitarão a descrença na democracia, a deterioração das instituições políticas, a perda do senso histórico na administração pública. O que constitui excelente caldo de cultura para favorecer o retorno de ditadores salvadores da pátria.



Frei Betto é escritor, autor de Batismo de Sangue, entre outros livros.(Reprodução de artigo publicado no Estado de Minas; imagem:Google)

quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Diferenças Norte-Sul

(Martirena/Rebelión/Divulgação)

Noite da Palestina



NOITE DE SOLIDARIEDADE AO POVO E AS MULHERES DA PALESTINA

A FEDERAÇÃO DEMOCRÁTICA INTERNACIONAL DE MULHERES – FDIM, convida V.SA. para a Noite de Solidariedade ao Povo e às Mulheres Palestinas que será realizada no Hotel Nacional In no dia 1 de dezembro de 2009 na Rua Benedito Campos, 35 – Jardim do Trevo em Campinas.
A Noite de Solidariedade faz parte das atividades internacionais do Pleno do Comitê de Direção da FDIM, de 30 de novembro a 05 de dezembro (Programação abaixo), em São Paulo e Campinas, com a participação de 46 países dos continentes Américas, África, Países Árabes, Europa e Ásia.
As companheiras palestinas Mayada Abbassi, vice presidenta da FDIM, ex-Embaixadora da Palestina no Brasil, diretora da União de Mulheres Palestinas e FERIAL ABDEL RAHMAN, diretora da União de Mulheres Palestinas, membro do Comitê de Direção da FDIM, estarão participando com as demais dirigentes da entidade.
A FDIM exige a imediata libertação de onze mil prisioneiros políticos palestinos entre eles 350 crianças e cinquenta mulheres. As recentes agressões sofridas pela Palestina na Faixa de Gaza, por parte do. Exército de Israel, foram veemente rechaçadas e repudiadas pela nossa entidade.
Atenciosamente,
Márcia Campos
Federação Democrática Internacional de Mulheres
COMITÊ DE DIREÇÃO FDIM -III SOS ÁFRICA

terça-feira, 24 de novembro de 2009

Encontro Nacional Intersindical

O Encontro Nacional da Intersindical (Instrumento de Luta e Organização da Classe Trabalhadora), a realizar-se nos dias 28 e 29 deste mês, em São Paulo, reunirá sindicalistas dos principais estados. Em pauta novas discussões em torno da fundação da Intersindical, que pretende unir toda a classe trabalhadora.

Colômbia-Estados Unidos

(Iván Lira/Rebelión/Divulgação)

Festival de Corais em Cuba


A cidade de Santiago de Cuba, considerada como a mais coral desta ilha, está pronta para acolher agrupamentos musicais nacionais e internacionais que participarão no XXIX Festival Internacional "O canto a vozes" a partir de hoje. A sala de concertos Dores, reconhecida como a de melhor acústica no país; o teatro Heredia, o conservatório-musical Esteban Salas, a Universidade de Oriente e outros centros estudantis e trabalhistas da urbe se aprontam para ser a sede da festa dos coros.Agrupamentos da Venezuela, os Estados Unidos, Noruega e Austrália, entre outros, compartilharão com os cubanos de diferentes províncias nas apresentações até o 29 próximo, incluídas as rodadas e serenatas corais as ruas e praças públicas.Todos os diretores de coros do país estarão nesta edição, que contará também com encontros e dissertações teóricas na pessoa de estudiosos e personalidades da cultura nacional.(Com a Prensa Latina)

Nova diretoria no CONEDH

Será dia 10, às 20h, a posse da nova diretoria do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos. Na ocasião será festejado o 61.o aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos. O novo presidente do CONEDH é o professor Emilcio, da Universidade Católica, militante há bastante tempo no campo da defesa dos direitos humanos.

Em defesa do Pré-sal


Entidades sindicais, estudantis e movimentos sociais organizados lançaram neste mês, em Minas Gerais, uma cartilha em defesa do pré-sal. Elaborada pelo Sinpro Minas, a publicação apresenta 10 razões para defender as novas reservas petrolíferas e traz ilustrações do chargista Lor.
“Pretendemos com esta cartilha apresentar alguns pontos cruciais em torno assunto. Ela é resultado de uma construção coletiva, fomentada durante os debates e reuniões que participamos nos últimos meses com diversos atores sociais”, disse Gilson Reis, presidente do Sinpro Minas e da CTB Minas e autor do texto da cartilha. (Reprodução do sítio do Sinpro Minas/Divugação)

VINHO DE ROSAS





O Programa de Cinema da TV Brasil deste sábado, 28, às 22h, exibe o filme Vinho de Rosas.
A obra recria a trajetória de Joaquina, a filha de Tiradentes, em meio aos ecos da Inconfidência Mineira. Criada em um convento sem conhecer sua origem, Joaquina descobre, aos 18 anos, que é filha de Tiradentes e que sua mãe está viva. Ela decide mudar o seu destino e, assim, vai revelando o que aconteceu com as mulheres dos Inconfidentes. Vinho de Rosas é um retrato delicado do barroco mineiro, em um resgate lírico e poético da História do Brasil. O longa-metragem busca revelar cinematograficamente a religiosidade, as expressões artísticas, os ideais libertários bem como as relações entre homens e mulheres na passagem do século XVIII para o XIX.
É o filme de estréia da cineasta Elza Cataldo que aborda as consequências da Inconfidência Mineira, a partir da trajetória de algumas mulheres que a vivenciaram, mesmo sem merecer papel de destaque no registro histórico. São elas, Antônia do Espírito Santo (a companheira que Tiradentes nunca assumiu oficialmente), Bárbara Eliodora (mulher de Alvarenga Peixoto), Marília de Dirceu (a noiva de Tomás Antônio Gonzaga), Quitéria Rita (concubina de Padre Rolim e filha de Chica da Silva) e Maria de Angola (escrava que Tiradentes doou a Antônia). A protagonista é uma mulher ainda menos presente nos livros: Joaquina do Espírito Santo Xavier, a filha natural de Tiradentes – fruto de uma relação do Inconfidente com Antônia.

Lembrando Tio Ho



No 40 º aniversário da morte do Tio Ho, destacadas personalidades argentinas junto ao embaixador do Vietnã naquele país, realizaram um amplo fórum de reflexão sobre Ho Chi Minh, o pai fundador da República do Vietnã..Um dos debates reconheceu as contribuições excepcionais do presidente Ho Chi Minh à causa da libertação dos povos oprimidos do mundo assim como sua moral revolucionária que contribuíram para a vitória popular.Personalidades acadêmicas e intelectuais argentinos, entre outros, participaram da mesa-redonda organizada pela Embaixada do Vietnã e pelo Instituto de Cultura Argentino-vietnamita (ICAV).

Fronteira da morte


Nos EUA grupos de defesa dos imigrantes solicitam à Comissão Interamericana de direitos do homem investigar a situação que se formou na fronteira entre os EUA e o México.
O motivo para promoção de um inquérito cuidadoso é mais do que fundamentado. Durante décadas, centenas de milhares de mexicanos atravessam ilegalmente a fronteira do seu vizinho setentrional para salvar-se do desemprego e da miséria. Têm que superar obstáculos, — nada simples, — criados pela guarda-fronteira americana e pela polícia mexicana.
Não foi por acaso que precisamente nas regiões fronteiriças nasceu a expressão “costas molhadas”. Assim eram chamados os desafortunados que para penetrar no pais estranho eram forçados a atravessar rios, lagos ou pântanos e correr o risco duplo – morrer afogado ou apanhar uma bala, disparada da margem americana ou mexicana. (Igor Kudrim/Voz da Rússia/Divulgação)

Susan, o talento no Reino Unido


A casa de apostas William Hill, de Londres, garante que o primeiro disco de Susan Boyle deverá vender um milhão de cópias até o Natal. A cantora foi revelada num programa de calouros britânico, ficando em segundo lugar.
O álbum com 12 faixas ganhou o título da canção do musical Les Misérables que chamou a atenção dos jurados e do público para Boyle.
No entanto, o disco mescla versões de canções pop de artistas tão diversos quanto Madonna (You'll See) e The Monkeys (Daydream Believer), além de clássicos como Amazing Grace e Silent Night (Noite Feliz), conta a BBCBrasil.

VERGONHA

Deputados usaram verbas da Câmara para cobrir suas despesas nas eleições do ano passado. A denúncia está na edição da Folha de S.Paulo. O jornal divulga os nomes dos envolvidos, alguns de Minas Gerais. Tem nomes muito conhecidos no meio...Este capitalismo...

Onde estará Maria Cecília?

segunda-feira, 23 de novembro de 2009

IMPUNIDADE

(Tommy/Telesur/Divulgação)

Um giro pela Espanha



Uma Viagem pelo mundo Flamenco.
A arquitetura Moura de Cordoba, Granada e Sevilla, e a Renacentista de Ubeda e Baeza.
As serras com seus "Pueblos Blancos" e as planicies onde se criam os touros bravos e os cavalos andaluzes.
Cádiz a cidade mais antiga de Europa habitada ininterruptamente, fundada pelos fenícios.
As comarcas de Vinhos de “Denominación de Origen” Jerez de La Frontera onde se produzem uns caldos únicos no mundo os "Finos"

Acompanhada por Fátima Carretero (coreografa e bailaora) diretora do Grupo Los del Rocio de Belo Horizonte
e Carlos Carretero (artista plástico, flamencólogo e enófilo andaluz)

LA TABERNA CENTRO DE CULTURA FLAMENCA Tel: (31) 2515 9279
ZENITH TRAVELCLUB Tel: (31) 3225 7773



2 anexos — Baixar todos os anexos

Programa Vivencia Andaluza.doc1020K Exibir como HTML Baixar

vivencia andaluza Flyer.pdf1554K Exibir como HTML Baixar

Mágico Bill



Olá amiga e olá amigo!Informo e convido você a prestigiar a segunda temporada do SHOW DE MÁGICAS AMISTAD!!!Mais de 700 pessoas assistiram a primeira temporada e agora estamos empreendendo a nossa segunda temporada.Já não temos mais a ameaça da Gripe Suína, a economia nacional está em ótimo momento e os ingressos estão com preços populares.Teatro Imaculada Conceição.Rua Aimorés 1600, ao lado da Igreja de Lourdes - BH.Conto com você!Divulgue aos seus contatos!Aguardo você por lá!Faça logo a sua reserva!Aproveite a promoção AMIGO / AMISTAD ( comprando 02 ingressos até o dia 23/11, você ganhará 01 ingresso, de mesmo valor).Dr Arnóbio Moreira Félix - 99526517Mágico Bill Morélixhttp://www.magicobill.com.br/

sexta-feira, 20 de novembro de 2009

Carta aberta de Cesare Battisti



"Carta aberta de Cesare Battisti a Lula e ao
Povo Brasileiro
14 de Novembro de 2009
Como última sugestão eu recomendo que vocês continuem lutando pelos seus ideais, pelas
suas convicções. Vale a pena! Por Cesare Battisti
“CARTA ABERTA”
AO EXCELENTÍSSIMO SENHOR
LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA
PRESIDENTE DA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL
SUPREMO MAGISTRADO DA NAÇÃO BRASILEIRA
AO POVO BRASILEIRO
“Trinta anos mudam muitas coisas na vida dos homens, e às vezes fazem uma vida toda”.
(O homem em revolta - Albert Camus)
Se olharmos um pouco nosso passado a partir de um ponto de vista histórico, quantos entre
nós, podem sinceramente dizer que nunca desejou afirmar a própria humanidade, de
desenvolvê-la em todos os seus aspectos em uma ampla liberdade. Poucos. Pouquíssimos
são os homens e mulheres de minha geração que não sonharam com um mundo diferente,
mais justo.
Entretanto, frequentemente, por pura curiosidade ou circunstâncias, somente alguns
decidiram lançar-se na luta, sacrificando a própria vida.
A minha história pessoal é notoriamente bastante conhecida para voltar de novo sobre as
relações da escolha que me levou à luta armada. Apenas sei que éramos milhares, e que
alguns morreram, outros estão presos, e muito exilados.
Sabíamos que podia acabar assim. Quantos foram os exemplos de revolução que faliram e
que a história já nos havia revelado? Ainda assim, recomeçamos, erramos e até perdemos.
Não tudo! Os sonhos continuam!
Muitas conquistas sociais que hoje os italianos estão usufruindo foram conquistadas graças
ao sangue derramado por esses companheiros da utopia. Eu sou fruto desses anos 70, assim
como muitos outros aqui no Brasil, inclusive muitos companheiros que hoje são
responsáveis pelos destinos do povo brasileiro. Eu na verdade não perdi nada, porque não
lutei por algo que podia levar comigo. Mas agora, detido aqui no Brasil não posso aceitar a
humilhação de ser tratado de criminoso comum.
Por isso, frente à surpreendente obstinação de alguns ministros do STF que não querem ver
o que era realmente a Itália dos anos 70, que me negam a intenção de meus atos; que
fecharam os olhos frente à total falta de provas técnicas de minha culpabilidade referente
aos quatro homicídios a mim atribuídos; não reconhecem a revelia do meu julgamento; a
prescrição e quem sabem qual outro impedimento à extradição.
Além de tudo, é surpreendente e absurdo, que a Itália tenha me condenado por ativismo
político e no Brasil alguns poucos teimam em me extraditar com base em envolvimento em
crime comum. É um absurdo, principalmente por ter recebido do Governo Brasileiro a
condição de refugiado, decisão à qual serei eternamente grato.
E frente ao fato das enormes dificuldades de ganhar essa batalha contra o poderoso governo
italiano, o qual usou de todos os argumentos, ferramentas e armas, não me resta outra
alternativa a não ser desde agora entrar em “GREVE DE FOME TOTAL”, com o objetivo
de que me sejam concedidos os direitos estabelecidos no estatuto do refugiado e preso
político. Espero com isso impedir, num último ato de desespero, esta extradição, que para
mim equivale a uma pena de morte.
Sempre lutei pela vida, mas se é para morrer, eu estou pronto, mas, nunca pela mão dos
meus carrascos. Aqui neste país, no Brasil, continuarei minha luta até o fim, e, embora
cansado, jamais vou desistir de lutar pela verdade. A verdade que alguns insistem em não
querer ver, e este é o pior dos cegos, aquele que não quer ver.
Findo esta carta, agradecendo aos companheiros que desde o início da minha luta jamais
me abandonaram e da mesma forma agradeço àqueles que chegaram de última hora, mas,
que têm a mesma importância daqueles que estão ao meu lado desde o princípio de tudo. A
vocês os meus sinceros agradecimentos. E como última sugestão eu recomendo que vocês
continuem lutando pelos seus ideais, pelas suas convicções. Vale a pena!
Espero que o legado daqueles que tombaram no front da batalha não fique em vão.
Podemos até perder uma batalha, mas tenho convicção de que a vitória nesta guerra está
reservada aos que lutam pela generosa causa da justiça e da liberdade
Cesare Battisti"

Saudação ao Povo Negro

(Nota Política do PCB)

O Partido Comunista Brasileiro associa-se às celebrações pela passagem do Dia da Consciência Negra. O comprometimento de nosso partido para com as lutas pela valorização do povo negro brasileiro vem de longa data. Já em julho de 1930, denunciávamos a persistência de elementos de escravidão na situação real experimentada pelos negros do país, não obstante a tão propalada Abolição da Escravatura.

Neste mesmo ano, nas eleições presidenciais, apresentamos ao povo a candidatura de Minervino de Oliveira, militante de nosso partido, que se tornou então o primeiro negro e o primeiro operário a disputar a presidência da república. Em nossa Primeira Conferência Nacional de julho de 1934, realizada na mesma época em que se iniciava a propagação da tese da “democracia racial brasileira”, denunciávamos o racismo das classes dominantes e nos comprometíamos a apoiar todas as lutas pela igualdade de direitos econômicos, políticos e sociais de negros e índios.

Ainda em meados da década de 30, o intelectual comunista baiano Edison Carneiro iniciava uma vasta e significativa obra de investigação e resgate da cultura afro-brasileira, tornando-se um dos pioneiros em tal campo de estudos e uma referência fundamental até os dias de hoje. Este mesmo Edison Carneiro, com o apoio de outros intelectuais comunistas como Jorge Amado e Aydano do Couto Ferraz, criava, no ano de 1937, a União de Seitas Afro-Brasileiras, a primeira entidade criada no país com o objetivo de proteger e cultivar os valores e as tradições religiosas de matriz africana.

Na década de 1940, o PCB solidificou seu engajamento na luta contra o racismo e em defesa da cultura afro-brasileira. Sob sua legenda elegeu-se, em 1945, Claudino José da Silva, primeiro negro a exercer mandato parlamentar e primeiro constituinte negro da história do Brasil. Durante os trabalhos da Assembléia Nacional Constituinte de 1946, coube ao escritor e deputado comunista Jorge Amado a elaboração do projeto da primeira lei federal que estabeleceu a liberdade para a prática das religiões afro-brasileiras.

Este período registra também a criação do Teatro Experimental do Negro, que tem como um de seus principais expoentes o ator, poeta e teatrólogo comunista Francisco Solano Trindade, que marcaria com sua atividade intensa a arte popular brasileira das décadas seguintes.

Alguns anos mais tarde, apareceram os primeiros trabalhos de Clóvis Moura, então vinculado ao PCB, cuja contribuição aportaria uma importante contribuição aos estudos históricos e sociológicos sobre o negro no Brasil. Se no passado nós comunistas estivemos presentes em praticamente todos os momentos relevantes da trajetória do povo negro brasileiro, no presente continuamos a apoiar e nos envolver com essas lutas.

Apoiamos as reivindicações imediatas e conquistas parciais do movimento negro brasileiro, como o acesso ao ensino público e gratuito de qualidade, o estabelecimento de reservas de vagas das universidades públicas, a titulação das terras das comunidades remanescentes de quilombos e o Estatuto da Igualdade Racial.

No entanto, compreendemos que nenhuma destas conquistas parciais estará assegurada no futuro enquanto perdurarem: a) o esvaziamento e sucateamento das universidades públicas, a privatização e a mercantilização do ensino; b) o controle do Estado pelos grandes proprietários fundiários e a subordinação da política agrária do governo aos interesses do agro-negócio; c) a hegemonia dos interesses do grande capital nacional e internacional no interior da sociedade brasileira e a subordinação das necessidades do povo à lógica da acumulação capitalista.

Para que as atuais conquistas sejam mantidas e aprofundadas e para que novas sejam alcançadas é essencial que as lutas do povo negro, sem prescindir de sua especificidade, estejam combinadas às lutas gerais do povo e dos trabalhadores brasileiros.

É necessário somar esforços aos movimentos em defesa de uma universidade pública gratuita e de qualidade, voltada para a resolução dos problemas nacionais e para a promoção social das classes populares, apoiar as ações contra o monopólio da propriedade da terra pelos grupos latifundiários e por uma reforma agrária ampla e radical, mobilizar-se enfim, por um poder político que seja a encarnação da vontade de negros e negras, trabalhadores das cidades e dos campos, pequenos proprietários urbanos e rurais, artistas e intelectuais avançados.
Salve o Dia da Consciência Negra!
PARTIDO COMUNISTA BRASILEIRO (PCB)
20 de novembro de 2009"
(Na imagem o primeiro candidato negro à Presidência da República, o comunista Minervino de Oliveira, do Bloco Operário e Camponês)

De jornais, música e literatura


Carlos Lúcio Gontijo


O terceiro jornal mais antigo do Brasil, “Monitor Campista”, de Campos dos Goytacazes, no Norte fluminense, fundado em 4 de janeiro de 1834, fechou suas portas, provocando a demissão de 40 pessoas, entre jornalistas e funcionários.
O “Monitor Campista” era órgão de imprensa pertencente aos Diários Associados, que ao que parece não se prende muito a essa coisa de tradição e história, pois em meados de 2007 encerrou as atividades do “Diário da Tarde”, um jornal de Minas Gerais que havia iniciado suas atividades em 14 de fevereiro de 1931.

Contudo, o fato verdadeiro e inarredável é que ninguém tem qualquer consideração com o culto à palavra, à língua portuguesa falada no Brasil, à cultura como um todo, passando-nos a cruel constatação de que, em última análise, o recado implícito é que se danem os jornais impressos, os livros e os leitores.
Ademais, não é difícil de se levar ao fechamento a maioria dos veículos de comunicação impressos no País, uma vez que basta aos governos federal, estaduais e municipais cortarem a injeção de recursos, para que a bancarrota se lhes venha à tona quase que imediatamente, dado os proprietários de jornais contemporâneos não suportarem qualquer prejuízo.
Ou seja: não amam o que fazem e estão no ramo unicamente em busca de lucro. Não sendo portanto à toa que o noticiário e a cobertura jornalística consomem um volumoso número de páginas voltadas para o mundo dos negócios – constituindo-se uma maneira bem engendrada de aproximar os donos de jornais aos senhores do capital.

No caso do “Monitor Campista”, bastou que a Prefeitura de Campos dispensasse o espaço destinado à publicação das edições do Diário Oficial do Município para que o jornal assistisse a um processo de insolvência quase que imediato, o que certamente deve servir de alerta a veículos impressos (de grande ou médio porte) que firmam a sua arrecadação nas publicidades institucionais, gerando uma dependência financeira e editorialmente comprometedora.
Infelizmente, as agruras que atravancam o setor jornalístico também podem ser encontradas na área musical. Valter Alfaiate, sambista carioca que foi descoberto aos 68 anos, não pôde abandonar a costura, pois a música não lhe rende o suficiente para viver, apesar de todo o reconhecimento em relação ao seu talento como compositor e cantor, numa prova de que a opção pelo grotesco é hoje uma realidade praticamente intransponível: “músicas” como boquinha da garrafa, você não vale nada, mas eu gosto de você e tantos outros “enredos” parecidos se sucedem no pódio das produções artísticas descartáveis.

Entretanto, se o dom da pessoa é a poesia e a literatura, o problema se agrava, pois os incentivos são escassos e, quando existem, acabam nas mãos de gente graúda e especializada na montagem de projetos para acessar verbas públicas.
Nossos amigos escritores independentes (João Silva de Souza, Regina Morelo, Antônio Carlos Dayrell, Antônio Fonseca etc.) são intelectuais idealistas que editam a expensas de si mesmos, realizando um luzidio trabalho de cultura e sensibilização dos que têm contato com suas obras e cultuam o indispensável hábito de leitura, que no Brasil não predomina nem em classe nem categoria alguma. Ou seja, não leem os professores, os alunos, os jornalistas, os médicos, os engenheiros, os políticos, o presidente da República e, evidentemente, muito menos os analfabetos.

Carlos Lúcio Gontijo
Poeta, escritor e jornalista
http://www.carlosluciogontijo.jor.br/

Crise e preços

Honduras, renúncia é golpe

Para a chanceler legítima de Honduras, Patricia Rodas, a renúncia de Roberto Micheletti, que assumiu ilegalmente o poder nbo país, busca confundir a opinião pública internacional. Rodas disse que a estratégia dos atuais responsáveis pelo poder pretende aterrorizar a população. (Imagem:Telesur/Divulgação)

Visita ao mundo Flamenco


Uma Viagem pelo mundo Flamenco.
A arquitetura Moura de Cordoba, Granada e Sevilla, e a Renacentista de Ubeda e Baeza.
As serras com seus "Pueblos Blancos" e as planicies onde se criam os touros bravos e os cavalos andaluzes.
Cádiz a cidade mais antiga de Europa habitada ininterruptamente, fundada pelos fenícios.
As comarcas de Vinhos de “Denominación de Origen” Jerez de La Frontera onde se produzem uns caldos únicos no mundo os "Finos"
El Rocio, centro de peregrinação onde todos os anos se reúnem mais de um milhão de pessoas para canatar e dançar para a “Blanca Paloma”, esta situado no Parque Nacional de Doñana.
Acompanhada por Fátima Carretero (coreografa e bailaora) diretora do Grupo Los del Rocio de Belo Horizonte
e Carlos Carretero (artista plástico, flamencólogo e enófilo andaluz)
La Taberna Centro de Cultura Flamenca Tel: 2515 9279
Zenith Travelclub Tel: 3225 7773
Para ver o roteiro e toda a informação da viagem acesse o Link

Patrus para governador

Tendo à frente o produtor cultural Tadeu Martins, trabalhadores da área cultural e artística, entregaram a seguinte

"CARTA ABERTA AO PT DE MINAS GERAIS

Nós, trabalhadores da área cultural e artística de Minas Gerais, filiados ou não ao Partido dos Trabalhadores, sabemos da importância das eleições de 2010 para o futuro do nosso estado e de todo o Brasil. Sabemos que o Partido dos Trabalhadores está empenhado no processo de escolha do nome do candidato a Governador de Minas Gerais. Sabemos que esta definição é de responsabilidade exclusiva do Partido dos Trabalhadores.

Sabemos que nós - mesmo que a maioria não seja filiada ao Partido dos Trabalhadores - queremos contribuir para ampliar o debate sobre a escolha do candidato ao Governo de Minas, já que o PT tem o melhor nome para esta difícil disputa eleitoral. Estamos falando do Ministro Patrus Ananias, ex-prefeito de Belo Horizonte e deputado federal mais votado do nosso estado e que já foi candidato a Governador de Minas Gerais.

Patrus Ananias é um estadista, um exemplo de político ético e comprometido com as causas populares. Sabemos que o Ministro Patrus Ananias revolucionou Belo Horizonte com a sua arrojada administração, implantando programas que até hoje estão ativos e que serviram de exemplo para várias metrópoles brasileiras.

Os principais eventos internacionais hoje existentes na nossa cidade foram criados no seu governo, período em que a elevação da auto-estima dos belo-horizontinos gerou um ambiente propício para uma verdadeira ebulição cultural, inserindo Belo Horizonte no cenário cultural internacional. Não foi por acaso que aquele foi o período em que mais se construíram hotéis na Capital mineira e que a cidade passou a ter posição privilegiada no calendário brasileiro de eventos.

Nós queremos convidá-los a uma reflexão - vaidades à parte - sobre o que significa o PT saber que tem o melhor candidato, pois com Patrus Ananias o PT tem, pela primeira vez na sua brilhante história, a chance real de ocupar o Palácio da Liberdade. Só não enxerga quem não quer ver. Todos nós sabemos que Patrus Ananias é o melhor candidato para governar Minas Gerais.

O ex-prefeito de Belo Horizonte, Fernando Pimentel, tem tudo para repetir o grande feito de Patrus Ananias, e se transformar no deputado federal mais votado de Minas, dando a sua contribuição para eleger uma expressiva bancada federal do Partido dos Trabalhadores.

Sabemos que humildade, prudência e canja de galinha sempre fizeram bem aos seres humanos. Assim, não é preciso andar no escuro, se temos em nossa frente uma estrada iluminada e segura, que levará o Partido dos Trabalhadores ao Governo de Minas Gerais.

Para finalizar, vocês sabem que para nós, militantes do meio cultural e artístico, os aplausos têm um grande significado. Por isto mesmo, podem ter a certeza de que iremos aplaudir, e muito, o Partido dos Trabalhadores por tomar a melhor decisão para o futuro político, cultural e social do nosso estado: oficializar a candidatura do Ministro Patrus Ananias a Governador de Minas Gerais.

Belo Horizonte, 19 de novembro de 2009"

quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Sem mais um jornal


Circulou a última edição do jornal "Monitor Campista", de Campos dos Goytacazes (Norte fluminense), fundado em 4 de janeiro de 1834 e terceiro mais antigo do País. Os Diários Associados anunciaram o fechamento em carta enviada aos funcionários, na qual apontaram dívidas como motivo para o encerramento das atividades.

Não à farsa das eleições


A Frente Nacional contra o golpe de Estado de Honduras reiterou seu chamado para não votar nas eleições de 29 de novembro próximo, por considerá-las uma tentativa para legitimar a ditadura golpista.Segundo a Prensa Latina, os membros da resistência voltaram a reunir-se segunda-feira na praça La Merced, próxima do Palácio Legislativo, para exigir a restituição da ordem constitucional e do presidente legítimo Manuel Zelaya.
(Umpierrez/Telesur)

Guantanamo não será fechada



O presidente dos EUA, Barack Obama, admitiu em Pequim que a prisão de Guantanamo, em Cuba, não será fechada em janeiro de 2010, conforme sua promessa. Ainda existem no local mais dse 200 presos. Barack Hussein Obama havia prometido fechar a prisão da base norte-americana em Cuba até janeiro do próximo ano. O pior é que não há outra data prevista...(Com a Al-Jazeera)

Semana da Consciênca Negra




A Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania, por meio da Coordenadoria de Direitos Humanos, convida a V.Sa. para participar do Fórum do Centro de Apoio às Vítimas de Violência – CAVIV/CMDH, a realizar-se no dia 25 de novembro (Quarta-feira), às 14hs, no auditório da Secretaria Municipal de Políticas Sociais, Rua Espírito Santo, 505 – 18ª andar, Centro.

TEMA: “A PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL NA PERSPECTIVA DOS DIREITOS HUMANOS”

Palestrantes:

Maria das Graças Rodrigues
Coordenadora da Coordenadoria Municipal para Assuntos da Comunidade Negra da Secretaria Municipal Adjunta de Direitos de Cidadania

Iris Maria da Costa Amâncio
Doutora em Letras pela UFMG; professora de Literaturas Africanas do Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas da Universidade Federal Fluminense - UFF; Coordenadora Regional Sudeste da Associação Brasileira de Pesquisadores Negros; autora dos livros A ginga da Rainha (2005), África para crianças (2007), África-Brasil-África: matrizes, heranças e diálogos contemporâneos (2008), Literaturas Africanas e Afro-brasileiras na prática pedagógica (2008) e A verdadeira história do Saci Pererê (2009).

Natal dos jornalistas


A festa de Natal e confraternização dos jornalistas mineiros promovida pelo SJPMG será realizada na quinta-feira, 10 de dezembro, a partir das 21h, na Usiminas (Rua Professor José Vieira de Mendonça, 3.011, bairro Engenho Nogueira). Jornalistas associados à entidade receberão convite com direito a um acompanhante. Na ocasião, serão divulgados os nomes dos ganhadores do Prêmio Délio Rocha (foto) de Jornalismo de Interesse Público 2009, cuja entrega será feita na mesma noite. Um total de 70 reportagens concorrem ao prêmio em cinco categorias.

840 americanos mortos


A morte de um soldado dos Estados Unidos pela explosão de uma bomba elevou para 840 o número de mortos dessa nacionalidade desde que invadiram e ocuparam o Afeganistão em 7 de outubro do 2001, informou a Prensa Latina.

Carta de Lincoln vale 60 mi

Carta escrita pelo ex-presidente dos Estados Unidos Abraham Lincoln para um garoto de oito anos está à venda por US$ 60 mil (R$103 mil) na
Filadélfia por uma empresa especializada no comércio de manuscritos históricos.
O garoto George Patten havia conhecido Lincoln durante a campanha para a Presidência, em 1860, em Illinois, ao lado do pai, que era jornalista. (Com a BBCBrasil)

Aquecimento global