sábado, 13 de maio de 2017

Mostra de artista chinês traz registros de grandes nomes da fotografia mundial

                                                                     
Paulo Virgilio 

Fotógrafo e colecionador de arte, o chinês Zhong Weixing começou há dois anos a retratar, de forma sistemática, os grandes nomes da arte fotográfica atual. Um trabalho diferente do seu foco habitual - a captura de paisagens e de detalhes de viagens – e que resultou na exposição Face to face - Retratos de mestres da fotografia contemporânea, inaugurada no Museu Histórico Nacional (MHN), no Rio de Janeiro.

Com curadoria de Jean-Luc Monterosso e Milton Guran, a mostra traz retratos feitos em estúdio de três expoentes da fotografia brasileira - Sebastião Salgado, Miguel Rio Branco e Vik Muniz, além de grandes nomes internacionais como Robert Frank, Bernard Plossu, Duane Michals, Cristina de Middel, Martin Parr e William Klein, entre outros. Ao todo, são 36 fotógrafos, cujas personalidades por trás das lentes Zhong buscou captar.

A inspiração de Zhong Weixing para a realização do projeto vem do ano de 1851, de uma séria criada pelo caricaturista francês Félix Nadar (1820-1910), que planejou fazer um retrato das celebridades de seu tempo, em quatro pranchas litográficas. Somente uma ficou pronta, na qual retratava mais de 250 escritores e jornalistas, e que entrou para a história como o Panteão Nadar.

Para os curadores, Zhong Weixing busca revelar não exatamente a pessoa por trás da personagem, mas sobretudo o fotógrafo atrás da pessoa. “Seus retratos surgem como se fossem, eles mesmos, fragmentos da obra desses autores. 

A participação ativa dos retratados, que propicia um diálogo construtivo entre os dois fotógrafos, ao invés de uma confrontação, caracteriza o que poderíamos chamar de simbiose criativa”, destacam Milton Guran e Jean-Luc Monterosso no texto de apresentação da mostra.
                                                              
Nascido na província de Chengdu, na China, em 1962, Zhong Weixing é membro da China Photographers Association e presidente da Chengdu International Photography Exchange Association. Seu trabalho é regularmente publicado pelas revistas China Photography, Pixel e Tibet Geographic, entre outras publicações.

A exposição Face to face - Retratos de mestres da fotografia contemporânea fica em cartaz até 16 de julho e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 10h às 17h30, e sábados, domingos e feriados das 13h às 17h. Os ingressos custam R$10 e a entrada é grátis aos domingos.

(Com a Agência Brasil)

Nenhum comentário :