quinta-feira, 6 de abril de 2017

Greve geral na Argentina paralisa transporte público; 800 voos são cancelados

                                   
As principais centrais sindicais da Argentina convocaram uma greve geral para hoje, paralisando o transporte público e o país. Oitocentos voos foram cancelados e as organizações sociais de esquerda bloquearam as principais vias de acesso aos centros urbanos.

Essa é a primeira greve geral contra o presidente Maurício Macri, que assumiu há dezesseis meses. Os trabalhadores reclamam aumentos salariais, para compensar a inflação, que no ano passado foi de 40%, mas o governo diz que não pode dar aumentos muito superiores a meta inflacionária deste ano, que é de 16%.

Macri tentou negociar com os sindicatos, argumentando que suas políticas econômicas começarão a dar resultado este ano e que o país receberá investimentos e voltará a crescer, mas não houve acordo.

A queda de braço entre o governo e os sindicatos ocorre em ano eleitoral. Em outubro os argentinos irão às urnas para renovar metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado. Macri precisa assegurar o apoio do legislativo para dar continuidade as suas políticas.

Apesar da greve, Macri vai inaugurar hoje em Buenos Aires o Fórum Econômico Mundial, sobre os desafios da América Latina.

(Com a Agência Brasil)

Nenhum comentário :