quinta-feira, 13 de abril de 2017

Trincheira do Flávio Anselmo

                                                                

PITACOS QUE ME ENCANTAM

Eu sempre escrevo aqui neste latifúndio, que a Trincheira é foro de prós e contras. Discutir sadiamente, com críticas, às vezes ácidas, mas sem xingamentos, são válidas até ao titular da coluna, que não é nenhum sabe-tudo.

Escolhi algumas mensagens no meu Facebook, de amigos e de pessoas que nem conheço, para colocar, também, minhas opiniões políticas. Vamos lá.

Cássio Arreguy


Seguinte. Enquanto o juizinho lá do Paraná segue sua missão particular de enquadrar o Lula em algum delito, qualquer que seja, mesmo que não seja, o Fachin foi lá e já espalhou geral a bandalheira que domina nossa política há décadas e décadas.

Manifestantes micareteiros e paneleiros foram pegos de calça curta e boca aberta, não restando nenhum vestal e paladino da moralidade. Bom pro país que se escancare a podridão e a porcalheira. Ruim porque abre espaço para aventureiros conservadores ou novos mauricinhos, desprovidos de conteúdo, mas muito bem armados de discursos e postura marqueteira.

Nada de social, de defesa dos desvalidos, trabalhadores e minorias. Nada de redução das desigualdades, de inserção social, de educação básica. A coisa é mais pro lado do mercado, do consumo, da privatização dos serviços. Enfim, coisas de um país acostumado a rasgar as regras, a subverter os regulamentos e a ordem constitucional.

 TRINCHEIRA - A família Arreguy é tradicional minha conterrânea de Caratinga. Não deve ser o caso pessoal de Cássio. Mas de pensamentos somos conterrâneos. Antes éramos PSD. Minha mãe Geralda e meu pai Sodico, além de meus irmãos Zito e Neném, e todos nós, descendentes,  ajudamos o Dr. Maninho, da família de Cássio, se eleger prefeito, creio por duas vezes, e morreu durante o segundo mandato. Figura humana maravilhosa e o melhor administrador que a Santa Terrinha teve.

Arreguy sempre foi sinônimo de inteligência e capacidade política. Dona Filhinha, mãe de Paulo Romeu, jornalista no Rio, ex-Globo e ex-Assessor da Vale, meu distante amigo agora, pois  a gente não se vê mais, foi a primeira mulher eleitora do País. Família de vários intelectuais e competentes jornalistas, além de pessoas guerreiras, como a combatente Inês Romeu, condenada à morte, pela quartelada, palhaçada, direitista, Golpe de 31 de março de 1964, posteriormente anistiada.

Posso ficar aqui meus últimos anos de vida falando e curtindo a família Arregui - João Etienne, o jornalista Ettieninho, o filho dele e de Marizia (da Globo), o humorista Gastão, a escritora Maria Clara, etc, etc.

Leopoldo Oliveira

Leopoldo José de Oliveira sempre foi um jornalista linha de frente no mundo tupiniquim. Hoje me parece aposentado. Meu preclaro amigo e ex-companheiro de lutas no Diário de Minas. Leopoldo adora contar e recontar o meu episódio numa entrevista por telefone com o gorilão Olímpio Mourão, sobre possível corte de Tostão, da Seleção Brasileira, que iria à Copa de 1966. Eu era repórter atrevido e exclusivo do primeiro jogador mineiro convocado pra uma Copa.
Vamos seguir o texto do excelente historiador/jornalista de Abaeté:

-"Minas sempre na frente.Quem viu o Jornal Nacional de hoje 12/04/2017 vê que Minas mais uma vez saiu na frente.Só que desta vez no campo da corrupção:Três Governadores mineiros envolvidos na "Operação Lava jato" que desviou dinheiro roubado da Petrobrás: São eles Aécio Neves ( campeão com cinco inquéritos por desvio de dinheiro público) Antonio Anastasia hoje senador e o atual Governador Fernando Pimentel.Já podemos pedir música no Fantástico da Rede Globo".

TRINCHEIRA - Permita-me, meu caro Leopoldo, mas um nome ficou de fora, porque renunciou a Senatoria, porém não deixou de ser político maldoso, sem moral, capcioso e meu inimigo feroz, como sou dele: Clésio Andrade, o inventor do Mensalão. Se Deus quiser, irá em cana, expiar suas maldades e crimes.

Mara Molinari

Lula era usado por Emílio Odebrecht, desde a década de 80 para abafar greves de operários! Pelegão! Sempre foi pau mandado das construtoras. Era assim que ele descolava grana. Que bafo, heim? Será que ainda vai sobrar algum petista pra cultuar esse bandido?

TRINCHEIRA: Minha querida e linda prima Mara, filha do meu saudoso tio Zezito e de tia Mariinha, ele irmão de meu Pai,
Você irmã de Mauro, meu amigo; e de Marisa: não sou petista, mas particularmente sou eleitor perpétuo de Lula e de Dilma, vítimas do golpe de direita aplicado por Temer, Aécio mais seus asseclas. Porém, respeito sua opinião.

João Alberto Azevedo A pergunta é : será que agora ele sai na rua sozinho ???
TRINCHEIRA: Lula se não for injustamente crucificado pela Direita, em 1918 será eleito de novo. Ele roda o País fazendo sua sadia política e como sempre defendendo os direitos do povo humilde. Se eu pudesse caminhar de novo, sairia ao seu lado, pelas ruas do Brasil, sem medo de ser feliz.

Graça Avelino: Pior que vai.... Esses petistas são todos cegos, surdos e mudos, qdo o assunto é o chefe deles!!!!!
Trincheira: minha opinião acima, para João Alberto, serve, também, para você, Graça, desculpe-me.

Manoel Jacintho

Paraguai invade o congresso, Maduro toma pedrada na Venezuela.
E no Brasil a gente reza para que Deus abençoe as "autoridades" constituídas de poder!!! Tá na hora de colocar o Temer no asilo. Eu disse asilo e não exílio!!!

TRINCHEIRA: Bem que Deus poderia nos presentear dividindo Temer em três partes pra gente colocar a primeira no "ASILO"; a segunda, no "EXILIO" e a última, sua alma e espírito, no "INFERNO". Creio que o mundo brasileiro ficaria bem feliz e realizado.

Nenhum comentário :