sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Concentração neste sábado em Lisboa, Porto e Braga



Cumprir a Constituição| Mudar de política| Resolver os problemas dos trabalhadores e do país.

A luta dos trabalhadores foi determinante para pôr termo à maioria absoluta da direita, alterar a correlação de forças na Assembleia da República e derrotar definitivamente o Governo do PSD-CDS.

Esta força mobilizadora da exigência de cumprimento da Constituição e de mudança de política foi ainda decisiva para obrigar o Presidente da República a dar posse ao Governo que resultou da solução encontrada pela nova maioria de deputados na Assembleia da República.

Neste novo quadro, em que os grupos económicos e financeiros vão intensificar a pressão para assegurar os seus privilégios, a participação do Movimento Sindical, dos trabalhadores e da população, ganha uma importância redobrada, nesta luta que é de todos, por uma verdadeira mudança de política.

Perante estes factos, é preciso agir para que as coisas aconteçam. É preciso sair à rua para rechaçar as intenções dos que pretendem perpetuar as políticas do passado, de exploração e empobrecimento, e influenciar o rumo da política que queremos e exigimos para o presente e o futuro do país.

No momento em que vai ser apresentado e discutido o Programa do novo Governo, é fundamental que sejamos protagonistas da exigência de uma outra política, que respeite e valorize a Constituição da República Portuguesa e responda positivamente às propostas da CGTP-IN, designadamente as que se relacionam com a revogação das normas gravosas da legislação laboral nos sectores público e privado, a revogação da caducidade das convenções colectivas de trabalho, o pleno emprego, associado ao direito ao trabalho e ao trabalho com direitos, o aumento geral dos salários, do SMN e das pensões, mais e melhores serviços públicos.

Alguns dos nossos objectivos já foram atingidos. Agora é preciso lutar para concretizar outros objectivos que são indissociáveis da valorização do trabalho e dos trabalhadores e de um Portugal com futuro.

Estas são razões que confirmam a justeza de uma intervenção e luta, que será tanto mais eficaz quanto mais contar com o empenho e a acção militante dos trabalhadores e trabalhadoras que intervêm todos os dias para defender os direitos e afirmar os valores de Abril.

Face ao exposto e considerando a evolução dos últimos acontecimentos nomeadamente a tomada de posse e a apresentação do programa do novo Governo, a CECO decidiu mudar o local de Belém para o Largo do Camões, às 15 horas.

A CECO exorta à participação dos trabalhadores e da população nas concentrações marcadas para:

· LISBOA – LARGO DO CAMÕES, ÀS 15 HORAS;

· PORTO – PRAÇA DA BATALHA, ÀS 14:30 HORAS;

· BRAGA – ARCADA, ÀS 15 HORAS.

NO DIA 28 DE NOVEMBRO VAMOS PARTICIPAR EM FORÇA,

PARA INFLUENCIAR E MUDAR O RUMO DAS POLITICAS EM PORTUGAL!

Nenhum comentário :