quinta-feira, 30 de março de 2017

González Llort, um dos 'Cinco Cubanos', é nomeado presidente do Instituto de Amizade com os Povos

                                                                                                     Cubadebate
Ele retornou a Cuba após ficar 15 anos preso nos Estados Unidos, acusado de espionagem e envolvimento no abatimento de dois aviões, e é considerado um herói na ilha
      
Fernando González Llort, que faz parte do grupo que ficou conhecido como “Cinco Cubanos”, foi nomeado  quarta-feira (29/03) novo presidente do Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP), onde ocupava a vice-presidência desde 2014.

González Llort retornou a Cuba após ficar 15 anos preso nos Estados Unidos, acusado de espionagem e envolvimento no abatimento de dois aviões, e é considerado um herói na ilha. 

Na época das prisões, Havana reconheceu que ele e mais Gerardo Hernández, René González, Tony Guerrero, e Ramón Labañino eram agentes infiltrados do serviço secreto de Cuba.

Os cinco faziam parte de uma complexa operação batizada como "Rede Vespa". Instalados na Flórida e disfarçados de desertores do regime cubano, o esquadrão de 14 integrantes tinha a tarefa de munir Havana com informações sobre as organizações terroristas anticastristas que operavam no país. Ao retornar a Cuba, continuou o ativismo pela libertação de Hernández, Guerrero e Labañino.

O ICAP tem a missão de apoiar aqueles que, fora da ilha, se opõem e denunciam os ataques a Cuba, em especial o bloqueio econômico imposto pelos Estados Unidos.

González Llort graudou-se, em 1987, em relações políticas internacionais, no Instituto Superior das Relações Internacionais do governo Cubano. Entre 1987 e 1989, cumpriu missão em Angola.

(Com Opera Mundi)

Nenhum comentário :