sábado, 11 de fevereiro de 2017

Pratos tradicionais e faróis em Festa da Lanterna na China

                                                                         
 Ruas e parques de toda China estão decorados hoje com faróis de papel e seda, pintados, brilhantes, com variedade de figuras e bonitas cores para celebrar a tradicional Festa da Lanterna.

Depois de 15 dias de festejos ininterrompidos, chegou o momento de pôr fim à Festa da Primavera, na mesma noite quando aparece a primeira Lua cheia do ano novo segundo o calendário chinês baseado no referido satélite natural da Terra.

Conhecido como Ano Novo chinês no Oeste, a Festa de Primavera é o festival tradicional mais importante e a celebração mais transcendental para as famílias na China, e inclui sete dias oficiais de descanso, mais outros que se somam segundo a pessoa e suas prioridades trabalhistas.

No entanto, o que sim é seguro é que os chineses celebram sua primavera até o final, com outra festa: O Festival da Lanterna, ou Yuanxiaojie, literalmente o festejo da primeira noite da Lua cheia.

A tradição inclui concursos de adivinhonas escritas nas lanternas acendidas para que as pessoas debatam durante seu passeio.

Esta noite, a luz prateada da Lua volta-se cúmplice para que apaixonados aproveitem - ainda desde a antiga China-, para suas confabulações amorosas, um beijo roubado ou falar de planos futuros e por que não, uma conversa às cegas concebida mediante alguma plataforma na linha de Internet, muito habitual por esta época neste milenar território em constante desenvolvimento tecnológico.

Mas além do romance, igual a todas as festividades chinesas, saem a reluzir pratos tradicionais, nesta ocasião, o 'Yuanxiao' ou 'Tangyuan'.

Os dois parecem-se, são bolas de arroz glutinoso com recheados, mas existe uma grande diferença na maneira de formulá-la.

O Yuanxiao se confecciona com farinha de arroz glutinoso em pó numa máquina rodante, enquanto o Tangyuan elabora-se similar ao modo de cocção dos raviólis.

Gostos para todos lançam estas bolinhas recheadas em maior medida de doces, ainda que também se encontram com conteúdo salgados, vegetarianos, de pétalas de rosa, ou de carne, em forma de sopa ou fritadas, mas a flexibilidade na preparação e forma de cozinhar faz que alguma de suas variantes agrade a diversidade de deleites culinários, sendo o de massa de sésamo negro o preferido.

Numerosas atividades culturais produzem-se durante o festival. Em tal caso, as zonas rurais e pequenas cidades conservam as celebrações mais ancestrais, como a de detonar petardos, adoração de antepassados e danças do dragão.

(Com Prensa Latina)

Nenhum comentário :