sábado, 11 de fevereiro de 2017

Tradições do Festival das Lanternas na China

                                                                                 
Lanternas
Uma das atividades mais importantes deste dia é sair à rua para apreciar as lanternas.

                                                             
Enigmas nas lanternas
Decifrar as adivinhas escritas nas lanternas, tradição que emergiu durante a dinastia Song (960-1279), é outra atividade essencial do festival.

Dança do dragão
Durante o dia é comum assistir a performances de rua com danças do dragão e do leão, e outras danças tradicionais, enquanto pessoas se passeiam sobre andas (ou pernas de pau) ao som das batidas de tambores.

O Festival das Lanternas é celebrado no 15º dia do primeiro mês do calendário lunar, sendo considerado o último dia das celebrações do Ano Novo Chinês. Nesta celebração da primeira lua cheia do ano, os chineses dão por encerradas as festividades do Festival da Primavera.

Durante a dinastia Han (206 a.C-220 a.d) o Budismo prosperou na China. O Imperador Han Mingdi tomou conhecimento que os monges budistas assistiam às sarira (relíquias budistas incineradas juntamente com os mestres espirituais budistas, os budas), e acendiam lanternas para venerar Buda no 15º dia do primeiro mês do calendário lunar. 

Por isso, o Imperador ordenou que nesse dia fossem também acesas lanternas no palácio imperial e templos como forma de reverenciar Buda.

Mais tarde, este ritual budista foi também adotado pelo povo e a sua influência estendeu-se desde as Planícies Centrais a toda a China.

Até aos dias de hoje, o festival é conduzido por todo o país. Lanternas de várias formas e tamanhos são penduradas nas ruas, atraindo inúmeros visitantes.

(Com o Diário do Povo)

Nenhum comentário :