segunda-feira, 3 de julho de 2017

Donald Trump diz ser alvo de notícias falsas



O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, fez nos últimos dias diversas publicações nas redes sociais atacando jornalistas e meios de imprensa nos Estados Unidos. No domingo (2), publicou um tuíte com um vídeo editado que mostra ele atacando repetidamente um homem com o logotipo da rede de notícias CNN sobreposto. O vídeo foi editado ainda para mostrar um outro logotipo escrito “Fraud News Network”.

O vídeo parece ser uma versão modificada de uma aparição de Trump em 2007 em uma peça promocional de um evento de luta livre. Na gravação original, Trump derruba o presidente da associação de luta WWE Vince McMahon. No vídeo deste domingo, a cabeça de McMahon foi substituída pelo logotipo da CNN.

Depois que Trump aparece socando a pessoa com o logotipo da CNN, uma marca, “FNN Fraud News Network”, aparece na parte inferior da tela em formato semelhante ao adotado pela CNN.

Defesa das redes sociais

Quando era candidato e agora como presidente, Trump repetidamente tem mostrado desdém pela mídia, chamando os veículos de imprensa de “inimigo do povo americano” e frequentemente afirma que grandes organizações de imprensa produzem “notícias falsas”.

Em uma publicação no Twitter neste sábado (1º), ele afirmou que a mídia “falsa e fraudulenta” está tentando convencer os republicanos de que ele não deve usar as redes sociais – mas lembrou que ganhou a eleição com entrevistas, discursos e o uso das redes.

Ofensa a apresentadora

Também no sábado, o presidente dos EUA ofendeu novamente a apresentadora de TV Mika Brzezinski em uma mensagem no Twitter. Dias depois de dizer que ela é “louca” e tem um “baixo QI”, ele escreveu que ela é “burra como uma pedra”.

As ofensas atingiram também Joe Scarborough, chamado de “louco”. Scarborough divide com Brzezinski a apresentação do programa “Morning Joe” da NBC.

Críticas ao ‘New York Times

Na última quarta (28), Trump atacou o jornal “New York Times”, afirmando que a publicação escreve “histórias falsas atrás de histórias falsas” sobre ele. “Eles nem ligam para verificar os fatos”, disse o presidente no Twitter.

Ele também atacou, um dia antes, quatro emissoras de TV e dois jornais – entre eles o “New York Times” em um único tuíte – classificando todos como “fake news”.

 (Com a ABI)

Nenhum comentário :