domingo, 28 de abril de 2013

Em Moscou "áreas de protestos"


                                                       
                                                                                          Tass
Seguindo o modelo do Hyde Park londrino, que abriga uma área onde os cidadãos podem protestar sobre qualquer tópico desde 1872, as autoridades da capital russa resolveram lançar um projeto semelhante. A partir deste mês, estão sendo criados espaços para a realização de manifestações públicas com até 2 mil participantes, sem a necessidade de autorização prévia.
As autoridades públicas de Moscou dizem que não haverá restrições em relação aos temas abordados nas manifestações. Por isso, estão preparadas para presenciar movimentos de ativistas LGBT e nacionalistas, desde que os grupos não violem as leis municipais ou federais. 

A existência de dois espaços permanentes na cidade, no parques Górki e Sokolniki,também vai facilitar a vida dos funcionários públicos que eram obrigados a efetuar longas negociações com a oposição para definir o local toda vez que era planejado um ato público.

“No verão, frequentam o parque de 10 mil até 100 mil pessoas todos os dias. É um espaço público aberto absolutamente a todos”, justifica a administração do parque Górki. 

Os interessados em realizar as suas manifestações em um desses espaços devem preencher os formulários à disposição nos sites dos parques ou entregar um pedido por escrito para a direção do parque, num período de 15 a 3 dias antes do protesto. Cada uma das áreas de protesto comporta até 2 mil pessoas e as manifestações podem ser realizadas das 7h00 às 22h00. (Com a Gazeta Russa)

Nenhum comentário :