segunda-feira, 19 de outubro de 2015

Marco Aurélio Mello dá a solução para a crise política: a renúncia de Dilma e a realização de novas eleições

                                                         
                                                           

José Carlos Alexandre

Estou assistindo ao Roda Viva na TV Cultura. O ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio é o entrevistado por Augusto Nunes e companhia. Entre as "companhias", jornalistas do Estadão, da Veja e da Folha.

Marco Aurélio não deixa por menos: logo de cara defende a renúncia da presidente da República, do vice, Michel Temer, e do presidente da Câmara, Eduardo Cunha. À renuncia de Dilma seguiriam novas eleições.

Tudo para que não haja um trauma na vida política brasileira, como foi o desfecho da crise quando seu primo, o ex-presidente Fernando Collor de Mello, foi obrigado a renunciar, em 1992, para não sofrer o impeachment.

Nenhum comentário :