quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Jornalista síria ganha prêmio por reportagens sobre a guerra

                                            

A jornalista síria Kholoud Waleed (foto), de 31 anos, ganhou o prêmio Anna Politkovskaya Award por seu trabalho em manter a população do país informada sobre a guerra e alertar contra a violência, informou a agência de notícias Reuters.

Apesar de viver clandestinamente e temer sua vida, a repórter persiste em produzir reportagens que pautam o sofrimento e as atrocidades cometidas no conflito que já se arrasta por quatro anos no país árabe.

"Os meios de comunicação sírios sempre transmitiram a mesma coisa: que não houve conflito, que não há manifestações, nenhum bombardeio, nada", disse Waleed, que não usa seu nome verdadeiro. "A mensagem do regime é que o 'sol está brilhando, os pássaros estão cantando e nada, absolutamente nada, está acontecendo'", completou.

Em 2012, a repórter criou o jornal clandestino Enab Baladi para mostrar o que de fato ocorre no país. "Se paramos, ninguém vai se preocupar com as pequenas histórias sobre pessoas incríveis que sobreviveram à guerra", ponderou.

O prêmio marca o nono aniversário da morte de Anna Politkovskaya, jornalista de investigação russa que descobriu corrupção e abusos de direitos estaduais, especialmente na Chechênia. (Com o Portal Imprensa)

Nenhum comentário :