segunda-feira, 15 de abril de 2013

ABI PROMOVE DEBATE SOBRE FILME PALESTINO "5 CÂMARAS QUEBRADAS"


                                                             

A Comissão de Defesa da Liberdade de Imprensa e Direitos Humanos da ABI vai promover neste dia 16, 3.ª feira, às 18h30, a exibição do filme “5 Câmaras Quebradas”, de Emad Burnat e Guy Davidi, seguida de debate com a participação do cineasta Silvio Tendler; da jornalista Baby Siqueira Abraão, correspondente do jornal Brasil de Fato na Cisjordânia; do jornalista Mario Augusto Jakobskind, Presidente da Comissão de Defesa da Liberdade de Imprensa e Direitos Humanos; e do cartunista Carlos Latuff. 

O filme conta a história de  Emad Burnat, um agricultor palestino que vive em Bil’in, na Cisjordânia, que comprou uma câmera em 2005 para acompanhar o crescimento de seu filho Gibreel. Na mesma época o exército israelense iniciou a construção de um muro entre Bil’in e um assentamento de colonos judeus.

As gravações, de caráter familiar, documentam os protestos dos moradores da região palestina contra o bloqueio, originando o documentário, que levou cinco anos para ficar pronto, usou recursos mínimos e equipamento amador. Burnat teve suas câmeras quebradas cinco vezes por soldados israelenses. Uma delas salvou a vida dele. O tiro entrou pela lente quando ele estava rodando. A bala continua dentro da câmera. 

Vizinhos mortos, protestos contra as forças israelenses e imagens de máquinas de demolição fazem parte do cenário da produção, que conquistou o prêmio de melhor direção no Festival de Sundance em 2012, e foi indicado ao Oscar 2013, na categoria Documentário. Ao chegar a Los Angeles, nos EUA, para participar da cerimônia do Oscar, Burnat foi detido por cerca de 40 minutos na imigração. Os oficiais exigiram que ele comprovasse sua candidatura à premiação.

Nenhum comentário :