sábado, 12 de novembro de 2016

Governo cubano anuncia exercícios militares defensivos

                                                                          
                                                              
Juvenal Balán / Granma

Após reaproximação entre países durante governo do democrata Barack Obama, Trump prometeu revisar acordos com Cuba

O presidente cubano Raúl Castro enviou  quarta-feira (09/11) uma mensagem parabenizando o republicano Donald Trump pela vitória nas eleições estadunidenses, segundo divulgou a Chancelaria de Cuba.

"O presidente dos Conselhos de Estado e dos Ministros da República de Cuba, Raúl Castro Ruz, enviou uma mensagem de felicitação ao sr. Donald J. Trump por sua eleição como presidente dos Estados Unidos da América", informou o comunicado.

Durante a campanha eleitoral, o republicano prometeu revisar os acordos assinados pelo presidente Barack Obama, mas não deu mais detalhes sobre o que mudaria nas relações entre os dois países.~

"O próximo presidente pode mudar essa política e isso é o que vou fazer", afirmou Trump em setembro, dizendo que isso só não ocorreria se o que ele chamou de "regime de Castro" estivesse "à altura das nossas demandas".

Depois de mais de 60 anos, o governo norte-americano iniciou um processo de reaproximação diplomática em 2014, embora o bloqueio econômico à ilha siga em vigor – ele só pode ser derrubado pelo Congresso dos EUA.

O governo cubano também anunciou  quarta-feira a realização de exercícios militares em todo o país, com o objetivo de “treinar órgãos de direção das diferentes estruturas encarregadas da defesa nacional [...] e a preparação das tropas e da população para entrentar as diferentes ações do inimigo”, divulgou o jornal oficial Granma.

O Exercício Estratégico Bastião 2016, nome oficial das manobras militares, será realizado entre 16 e 18 de novembro com a participação unidades das Forças Armadas Revolucionárias e do Ministério do Interior, e incluirá “movimentos de tropas e de material de guerra, voos e explosões em casos em que sejam necessários”, diz a nota.

O primeiro Bastião foi realizado em 1980, após a vitória do republicano Ronald Reagan nas eleições presidenciais. Desde então, foram realizados sete exercícios militares com essas características.

(Com Opera Mundi/Diário Liberdade)

Nenhum comentário :