segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Rio 2016, uma vitória do Brasil e dos Povos

                                                                        

José Medeiros da Silva (*)

Sim, o Brasil foi capaz de realizar com sucesso as Olimpíadas 2016. Apesar dos medos de alguns incidentes e mesmo com a intensa crise política que o país vive, o país cumpriu de forma responsável com esse grande compromisso internacional. Agora não há mais dúvidas, até mesmo para os mais incrédulos, de que realizamos uns bons Jogos. “Foram uns Jogos Olímpicos maravilhosos na Cidade Maravilhosa”, destacou Thomas Bach, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), na cerimônia de encerramento.~

Na Rio 2016 a vitória foi de todos. Dos países, que continuaram a acreditar no Brasil e enviaram as suas delegações. Dos torcedores, que superaram medos e distância para apoiar suas delegações. Dos atletas e profissionais dos esportes, que demostraram seus esforços e dedicação. Foi uma vitória maiúscula do povo brasileiro e de todos os povos do mundo que, apesar de todos os pesares, sabem que a razão principal dos Jogos Olímpicos continuará a ser a da confraternização. 

Encontrar um ponto de equilíbrio entre competição e confraternização é um desafio permanente, não apenas durante os momentos olímpicos. Vencer não é exterminar, diminuir ou dominar um outro ser humano. Vencer é internalizarmos em nós a consciência de que as nossas ações, independentemente de onde atuamos, contribuem para uma humanidade mais fraterna, solidária e feliz.

Os Jogos do Rio não foram melhores do que os Jogos anteriores. Foram apenas diferentes, como precisava ser. E como brasileiros, tínhamos a grande responsabilidade de retribuir ao mundo a confiança depositada em nós para realizar tão grandioso evento, isto é, o maior evento sócio esportivo do mundo. E se grande parte do nosso mundo político decepcionou (não perceberam a grandeza da responsabilidade), os organizadores e principalmente o nosso povo não descuidaram. E isso ficou claro desde a cerimônia de abertura até a solenidade de encerramento.

Nas Olimpíadas 2016 triunfou mais uma vez a alegria, a afetividade e a diversidade cultural do nosso povo, que por ser tão diverso e misturado tende a uma universalidade acolhedora, apaixonada pelos outros povos e culturas. As vitórias dos países e atletas estão no quadro final de medalhas e por isso é fácil de serem verificadas. Mas a maior das vitórias da Rio 2016 foi manter acessa a chama de que é sim possível celebramos juntos as nossas diversidades e construirmos uma humanidade realmente exitosa. Nesse sentido, a realização dos Jogos Olímpicos 2016 no Brasil foi medalha de Ouro.

(*)José Medeiros da Silva é Doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo, Professor na Universidade de Estudos Internacionais de Zhejiang, em Hangzhou, e pesquisador convidado do Instituto Internacional de Macau.

(Com o Diário do Povo)

Nenhum comentário :