domingo, 24 de abril de 2016

"Mulher IMPRENSA" homenageia Miriam Leitão, Mônica Bergamo e Lucia Hippolito


                                                                       

A cerimônia de premiação da 11ª edição do Troféu Mulher IMPRENSA acontecerá na próxima segunda-feira (25/4). As vencedoras de 2016 foram anunciadas no dia 21 de março, confira aqui.

Neste ano, a ganhadora do “Troféu Mulher IMPRENSA de Contribuição ao Jornalismo” é a jornalista Miriam Leitão, comentarista da Globo, GloboNews e colunista de O Globo.

Mineira de Caratinga (MG), Miriam Foi presa e enquadrada na Lei de Segurança Nacional durante a ditadura militar. Formou-se em jornalismo pela Universidade de Brasília (UNB) e exerce a profissão há mais de 40 anos. 

Começou no Espírito Santo, passando por Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. Durante a carreira foi repórter de assuntos diplomáticos da Gazeta Mercantil e editora de economia do Jornal do Brasil. Desde 1991, tem uma coluna diária no jornal O Globo. É comentarista de economia da TV Globo, rádio CBN, GloboNews e blog no Globo Online.

Uma das jornalistas mais reconhecidas do Brasil, recebeu vários prêmios ao longo desses 40 anos, entre eles: Jornalismo Econômico Ayrton Senna, Jornalista do Ano pela Ordem dos Economistas do Brasil, da Federação Internacional de Jornalistas pelo combate à desigualdade racial, o prêmio “Maria Moors Cabot” da Universidade de Columbia, nos Estados Unidos, Prêmio de Jornalismo Econômico Ibero Americano de 2012, Prêmio Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos de 2012. Prêmio Esso de Informação Científica e Ambiental em 2013 pela reportagem feita com os índios Awá com o fotógrafo Sebastião Salgado.

Miriam ganhou o Troféu Mulher IMPRENSA nove vezes, em diferentes categorias: Comentarista ou colunista de telejornal – 3ª e 4ª edições; Colunista de jornalismo impresso – 5ª e 8ª edições e Comentarista ou colunista de TV – 6ª, 7ª, 8ª, 9ª e 10ª edições.

O Troféu Mulher IMPRENSA de Contribuição ao Jornalismo - uma premiação especial - idealizada na quinta edição - tem o objetivo de reconhecer o histórico de carreira e a importância da participação da homenageada no desenvolvimento da comunicação no país. A condecoração já foi conferida a Alice Maria, Marília Gabriela, Leda Nagle, Mônica Waldvogel, Glória Maria e Cláudia Vassallo.

Hors Concours

O Troféu Mulher IMPRENSA conta com uma nova categoria. A partir desta 11ª edição, as suas maiores vencedoras do prêmio serão homenageadas com o status de hors concours. 

Dessa forma, profissionais que acumularam cinco troféus ou mais passarão a ser madrinhas da premiação e juradas cativas da categoria anteriormente disputada por ela. 

A partir disso, o nome de cada homenageada constará no memorial do Troféu e fará parte da história de todas as premiações futuras. As duas primeiras a receberem o Troféu Mulher IMPRENSA Hors Concours são as jornalistas Mônica Bergamo e Lucia Hippolito.

Lucia Hippolito

Atualmente, Lucia é comentarista na CBN Rio, do quadro semanal “Vai Vendo”, que vai ao ar às sextas-feiras. Além de abordar o cenário político, sua proposta é falar também de desafios e alternativas para o Rio de Janeiro.

A jornalista já comentarista do UOLNews e da GloboNews, colaboradora de vários jornais e revistas e debatedora dos programas "Sem Censura" (TVE/Rede Brasil) e "Debates Populares" (KRM).

Autora de vários livros sobre política, dentre os quais "PSD de Raposas e Reformistas", publicado pela Editora Paz e Terra e premiado como melhor obra de ciência política pela Associação Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Ciências Sociais (ANPOCS), "Política: quem faz, quem manda, quem obedece", escrito em co-autoria com João Ubaldo Ribeiro e publicado pela Editora Nova Fronteira, e "Por dentro do governo Lula: anotações num diário de bordo", publicado pela Editora Futura.

Lucia participou, ao lado de Lilian Witte Fibe, Cristiana Lôbo e Ana Maria Tahan, do debate semanal "As Meninas do Jô, exibido no Programa do Jô", às quartas-feiras entre 2005 e 2010. Também foi chefe de gabinete da Presidência do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Bicampeã do Prêmio Comunique-se, na categoria Jornalismo Político em Mídia Eletrônica — 2007 e 2009. Em 2008, ganhou o prêmio de Mulher do Ano nos Meios de Comunicação, conferido pelo Conselho Nacional de Mulheres do Brasil.

Em 21 de novembro de 2011, a cientista política foi agraciada com a Medalha Tiradentes, homenagem ofertada a quem presta relevantes serviços à causa pública do estado do Rio de Janeiro. Hippolito recebeu tal distinção, que é a mais importante comenda do estado, por sua atuação na formação cívica e pública dos cidadãos fluminenses.

A jornalista venceu o Troféu Mulher IMPRENSA em cinco oportunidades, em trÊs diferentes categorias: Rádio – 1ª edição; Rádio e TV: Comentarista – 2ª edição e Comentarista ou colunista de rádio – 4ª, 5ª e 6ª edições.

Mônica Bergamo

Eclética e incansável, a jornalista Mônica Bergamo, uma das mais bem informadas do Brasil, falando sobre diferentes temas como poder, cotidiano, moda, celebridades, cultura, esporte. 

Conta em primeira mão para o ouvinte da BandNews FM quais são as notícias mais recentes e importantes do dia, nas mais diferentes áreas. Além disso, a jornalista comanda a coluna da página 2 da "Ilustrada", da Folha de S.Paulo. Ela é repórter especial do mesmo jornal desde abril de 1999. 

Ao longo da carreira já teve passagens pela Band e pela editora Abril. Mônica venceu o Troféu Mulher IMPRENSA em oito oportunidades: Jornal – 1ª edição; Comentarista ou colunista de rádio – 7ª e 10ª edições; Colunista de jornal ou revista – 4ª edição; Colunista de jornalismo impresso – 6ª, 7ª, 9ª e 10ª edições.

(Com o Portal Imprensa)

Nenhum comentário :