sexta-feira, 18 de dezembro de 2015

"A luta dos jornalistas dos Diários Associados é de toda categoria", afirma a Oposição Sindical

                                                        
"Como se não bastasse as costumeiras e covardes ameaças de demissões em massa que rodam as redações a cada final de ano, em 2015, sob o pretexto da crise, os patrões avançam vorazmente sob os direitos dos trabalhadores alegando dificuldades financeiras.

Em Minas, a situação mais emblemática é a dos Diários Associados. Após chantagearem os trabalhadores da empresa com o não pagamento da primeira parcela do 13º salário, os patrões recuaram e depositaram o que era devido aos jornalistas da Alterosa no dia seguinte à deliberação dos trabalhadores da notícia de paralisarem suas atividades no dia 7 de dezembro.

Entretanto, o patronato ameaça a categoria mais uma vez com a sua usura. Agora, além de não querer pagar o 13º salário os Diários Associados pretendem reduzir os salários dos jornalistas e, supostamente, a jornada de trabalho. 

Além de um ataque direto aos ganhos dos trabalhadores da notícia, estamos diante de uma flagrante mentira. Todos sabemos que não haverá redução da carga horária, pois os famigerados bancos de hora são e continuarão sendo um instrumento utilizado pelos patrões para roubar de seus funcionários as horas trabalhadas.

Não podemos aceitar mais esse desmando e tão pouco o discurso de que a empresa passa por dificuldades financeiras. Ora companheiros, num momento de crise a tendência é de queda taxa de lucro das empresas. 

O que querem os patrões é justamente compensar essa perda do lucro com a intensificação da exploração de trabalho e desregulamentação de direitos trabalhistas, a fim de manterem seus privilégios.

Dinheiro há, pois no dia seguinte à deliberação dos jornalistas da TV Alterosa de paralisarem suas atividades, os patrões fizeram o pagamento atrasado imediatamente. Portanto, no exemplo de combatividade dos companheiros da TV Alterosa, a Oposição Sindical dos Jornalistas de Minas reafirma seu compromisso com a luta em defesa dos direitos da nossa categoria, dignidade e valorização profissional.

Temos de ter claro que a luta dos jornalistas dos Diários Associados é de toda a categoria, pois uma derrota neste momento pode legitimar a adoção da mesma prática em outros veículos. Por isso defendemos a realização de uma assembleia unificada da categoria, a ser realizada na sede do nosso Sindicato, para discutir e aprovar um calendário de mobilizações capaz de fortalecer a luta dos jornalistas dos Diários Associados e, consequentemente, de toda a categoria. A luta, pois e à vitória!"

Nenhum comentário :