terça-feira, 22 de dezembro de 2015

Jornalistas do "Estado de Minas" e da TV Alterosa optam pela greve dia 28 caso não recebam salários na íntegra

                                                                

Os jornalistas e radialistas da TV Alterosa decidiram também não trabalhar no dia 28/12, caso a empresa não pague integralmente o 13º Salário. A mesma decisão já tinha sido tomada pelos trabalhadores do jornal Estado de Minas. O anúncio feito pela direção dos Diários Associados, quem mantém os dois veículos, de que ainda nesta terça-feira seriam pagos 25% do 13º não mudou a disposição dos trabalhadores.

Assim como tinha acontecido no turno da manhã, pelo segundo dia consecutivo, os jornalistas e radialistas da TV Alterosa paralisaram o trabalho a partir das 16h e concentraram-se na porta da empresa. Portando faixas, eles ocuparam a Avenida Assis Chateaubriand e distribuíram boletins à população informando sobre sua luta para receber o pagamento do 13º Salário e outros passivos trabalhistas. Em assembleia decidiram que não trabalhar no próximo dia 28, caso o pagamento não tenha sido feito até este dia.

A mobilização do turno da manhã se estendeu até o começo da tarde, pondo em risco o funcionamento normal da emissora, e só terminou quando o diretor Zeca Teixeira da Costa reuniu-se com os trabalhadores e prometeu pagar ainda hoje 25% do 13º Salário. A disposição de parar no dia 28, porém, juntamente com os trabalhadores do jornal Estado de Minas, permanece.

Passivo trabalhista

Os trabalhadores da TV Alterosa e do jornal Estado de Minas paralisaram o trabalho pela primeira vez ontem, segunda-feira, 21/12. Os jornalistas e radialistas da TV Alterosa pararam às 10h e às 16h, concentraram-se na porta da emissora e fizeram assembleias. Os jornalistas e empregados na administração do Estado de Minas paralisaram o trabalho também ontem às 13h. Eles também fizeram assembleias em frente a empresa, na Avenida Getúlio Vargas.

As paralisações aconteceram porque os veículos dos Diários Associados não pagaram o 13º Salário. Em boletim distribuído à população hoje os trabalhadores chamaram atenção para o fato de que tanto o Estado de Minas quanto a TV Alterosa veicularam notícias recentes denunciando que os governos do estado e do município não pagariam o 13º dos servidores. No entanto, os salários foram pagos e quem não pagou foram os Diários Associados.

Além disso, a empresa tem um passivo trabalhista referente a não pagamento de férias e tíquete alimentação, não recolhimento de FGTS e Previdência. Os sindicatos dos jornalistas, dos empregados na administração, dos gráficos e dos radialistas fizeram 39 reuniões de mediação no Ministério do Trabalho tentando negociar com a empresa, a última delas na segunda 21/12. 

Os representantes dos Diários Associados não apresentaram nenhuma proposta concreta e não se comprometeram sequer a pagar o 13º. (Com o Sindicato dos Jornalistas)


Um comentário :

NA disse...

São os derradeiros minutos da "grande casa de Assis"....