sexta-feira, 16 de outubro de 2015

A Itatiaia sofreu perseguições na época da ditadura, confirma seu diretor-presidente, Emannuel Carneiro

                                                                 


Continuando em busca de nova luzes (veja o texto http://josecarlosalexandre.blogspot.com.br/2015/10/a-radio-itatiaia-agora-com-63-anos.html) sobre o período da repressão em Minas Gerais, colocado de forma bem clara no livro "Estamos vivos. A volta será pior.". O DNA do terrorismo de direita de direita em Minas, conversei com o Emmanuel Carneiro, diretor-presidente da Rádio Itatiaia.

Ele confirma as perseguições à emissora, objeto de divulgação no volume II do livro, com recorte de jornais da época, porque a Itatiaia cobriu o empastelamento do semanário Binômio, após a troca de socos entre seu diretor, José Maria Rabêlo e o general Punaro Bley, comandante da ID4.

Só que, ao contrário dos jornais da época, como "O Globo", de 26 de janeiro de 1961, a Rádio não chegou a transmitir do convento.
                                                                          
O que aconteceu, na explicação do jornalista, é que p frei Martinho Penido Burnier, companheiro de Januário na redação de O Diário e que também tinha crônicas na Itatiaia, aconselhou Januário e colocar equipamentos da radio na Kombi e levar para o Convento dos Dominicanos, na Serra.

Foi o que ocorreu. A família de Januário não chegou a ir para lá e tampouco a Itatiaia decidiu transmitir do convento.

Mas não há dúvidas de que Januário foi ameaçado. 

A perseguição maior à emissora - que está comemorando seu 63º aniversário- se deu com o golpe cívico-militar de 1964.

Havia muita perseguição a jornalistas que atuavam em Minas. Então a Itatiaia levou para sua redação alguns deles (Emanuel enumera alguns nomes importantes do jornalismo mineiro). E como depois órgãos de comunicação, passou a conviver com censores em sua redação.

Infelizmente não existe nenhum áudio deixado por Januário Carneiro sobre os acontecimentos de 1961.

Emannuel me explica que as fitas na ocasião eram muito caras e as emissoras as aproveitavam o máximo, gravando por cima...






'

Nenhum comentário :