sábado, 17 de outubro de 2015

Consultando o arquivo do DOPS na internet, descobri que fiz um vale de dois mil cruzeiros no jornal em que trabalhei até o 1º de abril de 1964: a sucursal de "Novos Rumos", do Partido Comunista Brasileiro, na Rua Carijós, 121. Aí o jornal foi fechado, começando a ditadura cívico-militar que só terminou com o último general-presidente saindo pela porta dos fundos...Estou na luta há cinco anos para que se cumpra lei assinada pelo ex-governador Itamar Franco para que o prédio do antigo DOPS se transforme num Memorial dos Direitos Humanos do Estado.


Nenhum comentário :